Christianne dias

Ferreira

Inscrição OAB/DF: 12.968

Vídeo de Apresentação

Informação Profissional

“Aos 40 anos, é advogada militante desde 2002, quando iniciou na Advocacia Jair Ximenes S/C sua atuação nas áreas de Direito Civil e Empresarial perante os Tribunais Superiores defendendo as prerrogativas e deveres éticos da Advocacia.

No período de 2007 a 2016 trabalhou como Assessora Jurídica da Procuradoria Parlamentar da Câmara dos Deputados em atuação consultiva e contenciosa. Cuidou da avaliação jurídica dos atos do processo legislativo e da preservação do devido processo legal em feitos que versavam sobre prerrogativas legais e constitucionais da Casa legislativa e dos representantes do povo. Seguiu sua carreira jurídica como Subchefe Adjunta da Subchefia para Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República, no período de 2016 a 2018, oportunidade em que foi responsável pela análise da juridicidade dos atos do Poder Executivo na área de infraestrutura.

Ombreou a responsabilidade de auxiliar o Subchefe para Assuntos Jurídicos, o Ministro-Chefe da Casa Civil e Sua Excelência o Presidente da República quanto à legalidade e à constitucionalidade de atos jurídicos estruturantes ao desenvolvimento econômico e social do Brasil nas áreas mais fundamentais à geração de emprego e renda (energia, telecomunicações, transportes, rodovias, ferrovias, portos, petróleo e gás, financiamento etc).

No período de 2010 a 2018, aliou sua militância na área jurídica com a atividade acadêmica enquanto professora na Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais e Assistente do Núcleo de Prática Jurídica do Centro Universitário de Brasília – UniCEUB. A atividade jurídica na advocacia militante e no assessoramento jurídico superior dos Poderes da República foi feita sempre o mote de viver a teoria e teorizar a prática na união indissolúvel do pensamento e da ação.

Atualmente é Diretora-Presidente da Agência Nacional de Águas para o mandato de 2018 a 2022, com os desafios de concretizar os direitos humanos fundamentais ligados ao acesso aos recursos hídricos.”