Objetivo:

Oferecer ao estudante de direito, bacharéis em direito, advogados (recém formados e experientes) e profissionais afins a perspectiva de uma nova forma de pensar a advocacia enfatizando nos inequívocos ganhos que decorrem da incorporação de uma nova forma de pensar a rotinas aparentemente corriqueiras.

Conteúdo Programático:

1. As Relações Sociais na Era Pós-Moderna:
1.1. O Poder Judiciário e o Enfrentamento da Crise Contemporânea; 
1.2. A ideia de “Modernidade Sólida” e “Modernidade Líquida” – Zygmunt Bauman;
1.3. A Desjudicialização das Relações Sociais.

2. Democratização do conhecimento jurídico: 
2.1. A digitalização das informações;
2.2 Fluxo de comunicação X precarização do conhecimento.

3. Teoria Moderna dos Conflitos
3.1. Conflito: breve histório e conceitos básicos;
3.2. Escalada do conflito – Friedrich Glasl;
3.3. Enfrentamento do conflito;
3.4. Tratamento Adequado de conflitos;
3.5. Velocidade na resolução de conflitos.

4. Teoria da Comunicação/Teoria dos Jogos
4.1. Breve histórico e Conceitos Básicos;
4.2. Aplicação da Teoria dos Jogos aos métodos de resolução de conflitos.

5. Direito e novas tecnologias
5.1. Plataformas e softwares jurídicos: gerenciamento de processos, pesquisa global e embasamentos asserrtivos;
5.2. Inteligência artificial;
5.3. Realidade Virtual;

Metodologia:

Aulas expositivas com avaliação de eventos cotidianos e análise de situações reais e hipotéticas, com aplicação prática da teoria.

Público Alvo:

Estudantes de direito, operadores de direito e a quem não seja da área jurídica, mas que, de alguma maneira, pretenda auxiliar na missão de pavimentar novas possibilidades.

Perfil do expositor:

Magaly Palhares
Advogada. Graduada em Odontologia pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Mediadora Extrajudicial. Mediadora Judicial, cadastrada no CNJ. Professora da ESA/OAB-DF. Professora convidada da Pós-Graduação do ICESP. Diretora acadêmica, professora e palestrante do INBAN. Especialista em Didática do Ensino Superior pela Universidade Católica de Brasília (UCB). Especialista em Gestão em Saúde pela Fundação Oswaldo Cruz – FIOCRUZ. Pós-Graduada em Métodos Adequados de Resolução de Conflitos pelo Instituto de Direito Público (IDP). Pós-Graduanda em Processo Civil pela Escola Paulista de Direito de São Paulo (EPD). Instrutora no Curso de Formação de Advogados Dativos – Acordo de Cooperação Técnica 2018 – CEJUSC/TJDFT, OAB/DF, FAJ, Comissão Especial de Mediação (CEM) e Comissão de Apoio ao Advogado Iniciante (CAAI). Diretora da Subcomissão de Marketing da Comissão Especial de Mediação (CEM) da OAB/DF na Gestão 2016-2018. Mestranda em Direito Empresarial com área de concentração em soluções alternativas de controvérsias empresarias pela Escola Paulista de Direito (EPD).


Referências bibliográficas:

ALMEIDA, Diogo Assumpção Rezende de. A contratualização do processo. Das convenções processuais no processo civil. São Paulo: LTr, 2015, pag. 112.

BAUMAN, Zygmunt, O mal-estar da pós-modernidade, Ed. Zahar, 1998. 

BAUMAN, Zygmunt.  Modernidade Líquida, Ed. Zahar, 2001.

FEIGELSON,Bruno, BECKER,Daniel, RAVAGNANI,Giovani O Advogado do Amanhã – Estudos Em Homenagem Ao Professor Richard Susskind – Coleção Direito e Novas Tecnologias. Revista dos Tribunais, 2019.

NÓBREGA MALDONADO,Viviane e FEIGELSON,Bruno. Advocacia 4.0. Revista dos Tribunais, 2019.

SUSSKIND, Richard, The Future of Law, Clarendon Press, Oxford, 1998.