Na noite do aniversário de 60 anos da OAB/DF, o presidente e a vice-presidente da Seccional, Délio Lins e Silva Junior e Cristiane Damasceno, e o dirigente da Caixa de Assistência dos Advogados do Distrito Federal (CAADF), Eduardo Uchôa Athayde, anunciaram o lançamento, nesta semana, de um aplicativo para celular com acesso aos principais serviços da instituição.

Pela plataforma, é é possível solicitar documentos, certidões, ingresso em comissões, auxílios assistenciais, ter acesso à carteira virtual da Caixa de Assistência dos Advogados do Distrito Federal, entre outros serviços. Baixe aqui: Play Store (https://bit.ly/3evTtrr) e App Store: (https://apple.co/2TO9ZuT).

A modernização dos processos da Seccional, com a digitalização e o fácil acesso a serviços antes oferecidos apenas presencialmente, é um dos principais marcos de passagem da instituição que nasceu em uma sala emprestada do Tribunal de Justiça e hoje ocupa um prédio na 516 Norte.

Os cinco andares do edifício inaugurado em 1983, somado às 12 subseções instaladas ao longo de seis décadas, mais de 50 salas de apoio e outros serviços atendem uma classe que já soma 65 mil inscritos, dos quais quase 50 mil estão ativos. O volume é tão importante que confere ao Distrito Federal a liderança no país no número de advogados e advogadas por habitantes.

O anúncio do aplicativo e das ações que a Seccional tem adotado para ganhar a verdadeira feição do século XXI foram apresentados no auditório mais antigo da Casa, utilizado até hoje nos grandes eventos e para recepcionar os novos advogados e advogadas em cerimônias semanais. Do local, pontualmente às 18h, foi realizada uma transmissão ao vivo, pelas redes sociais da OAB/DF, em comemoração ao sexagenário da Ordem no Distrito Federal.

A comunicação virtual com a advocacia e a sociedade brasiliense, em razão das necessárias medidas de isolamento social provocadas pela pandemia do novo coronavírus, trouxe a medida exata da transformação por que tem passado a Seccional. “O legado mais importante que queremos deixar para a nossa OAB/DF nestes 60 anos é a tecnologia. É a possibilidade da classe acionar a Ordem de qualquer lugar, de ter todos os nossos serviços na palma de sua mão, e de usufruir, sem burocracia, dos benefícios de que dispõe por meio da nossa Caixa de Assistência”, disse o presidente Délio Lins.

Eduardo Uchôa complementou destacando o esforço que a CAADF tem feito para disponibilizar aos advogados e às advogadas os melhores serviços em um período de grave crise de saúde e econômica. “Sempre focamos em trazer um projeto de saúde inovador para a advocacia e, exatamente neste momento de pandemia, conseguiremos oferecer, além do que já temos feito, um programa diferenciado, ou seja: um plano de saúde com vários produtos e uma clínica que funcionará como porta de entrada”, afirmou.

Jovem advocacia
Uma OAB/DF moderna inclui também um bom diálogo com a jovem advocacia e a presença de advogados e advogadas em início de carreira na atuação cotidiana da Seccional. É o que apontou a vice-presidente da Casa, Cristiane Damasceno, que coordena, em parceria com a conselheira federal Raquel Cândido, o programa Carreiras OAB/DF, lançado no segundo semestre do ano passado. “O que o atual momento nos mostra, mais que nunca, é que todos precisamos nos reinventar: a OAB/DF como instituição e nós como profissionais. É atuar positivamente frente à crise. É o que temos mostrado aos nossos jovens advogados e advogadas”, comentou.

Prerrogativas
Os dirigentes também aproveitaram a transmissão para comemorar uma importante vitória junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), anunciada exatamente no dia do aniversário da instituição. Pouco antes dos dirigentes entrarem ao vivo nas redes sociais, o CNJ determinou, em processo movido pela OAB/DF, que a suspensão de prazos em determinados processos, durante o período da pandemia, depende única e exclusivamente do comunicado do advogado ou da advogada de uma das partes, quando impossibilitados por razões técnicas de prosseguir. Leia mais.

“Conseguimos validar um entendimento que terá repercussão para a advocacia de todo o país. Não poderíamos ter ganho um presente melhor neste dia”, comentou Délio Lins. “A decisão reafirma o protagonismo da advocacia nos processos”, completou Eduardo Uchôa.

Convidado especial, o presidente do Conselho Federal da Ordem, Felipe Santa Cruz, encerrou a transmissão parabenizando a OAB/DF. “Tenho muito orgulho da atuação da OAB/DF, esta instituição tão forte, tão presente para a nós. A OAB/DF é um orgulho para a advocacia de Brasília e do país”, encerrou.