A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Distrito Federal, por meio da Comissão de Combate à Violência Familiar e da Comissão da Mulher Advogada, publicou, nesta sexta-feira (30), nota de total repúdio à publicação do médico do Distrito Federal, Luiz Águila. O médico publicou em seu espaço na rede social Facebook uma declaração que, segundo a presidente da Comissão da Mulher Advogada, Cristina Tubino, “desrespeita e incentiva a violência contra as mulheres”.

Confira, abaixo, a íntegra da nota:

NOTA PÚBLICA DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL

A Comissão de Combate à Violência Familiar e a Comissão da Mulher Advogada da OAB/DF manifestam, com veemência, o repúdio à publicação do médico do Distrito Federal, Luiz Águila que no dia 27/12/2016 em página do facebook postou a seguinte declaração: “Sabe porque tantas mulheres apanham? Porque desrespeitam seus companheiros. Nossas avós não apanhavam por respeitavam. Respeito é fundamental”. De forma clara, o Sr. Luiz Águila desrespeita as mulheres e incentiva a violência contra estas. Enquanto que a OAB, o poder judiciário, ONG’s e outros segmentos da sociedade civil, preocupados com a crescente violência contra as mulheres tem buscado ações constantes de proteção a esse gênero, bem como o combate à todo e qualquer tipo de violência, principalmente familiar, o Sr. Luiz Águia torna pública uma manifestação de conteúdo inaceitável. Nossa luta é pela busca da paz no lar. E por isso, registramos contundente repúdio à qualquer forma de violência.

Comissão de Combate à Violência Familiar da OAB/DF

Comissão da Mulher Advogada da OAB/DF