A Comissão de Direitos Humanos da OAB/DF se fez presente no evento em alusão ao Dia Mundial de Enfrentamento à Violência Contra a Pessoa Idosa, que ocorreu na terça-feira (13) na estação de metrô da 112 sul – Estação da Cidadania. O objetivo foi oferecer diversos serviços para a pessoa idosa, distribuir material informativo sobre a campanha de enfrentamento à violência e sobre a rede de atendimento à pessoa idosa no Distrito Federal.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos, Daniel Muniz, destacou o papel da OAB/DF. “É importante que a Seccional participe desses eventos para esclarecer para a população, principalmente idosos necessitam desse esclarecimento, pois muitas vezes são órfãos de assistência jurídica”, afirmou. Daniel Muniz enfatizou que essas ações não devem ser realizadas apenas no dia nacional de combate à violência contra pessoas idosas, mas sim como um trabalho contínuo.

A Comissão fez vários atendimentos relacionados a dúvidas jurídicas de uma forma geral como: aposentadoria, direito a atendimento prioritário nas instituições, gratuidade de transportes interestadual. A principal queixa identificada foi a dificuldade de conseguir viajar utilizando os benefícios da Lei, várias pessoas trouxeram reclamações que as empresas não estão respeitando a legislação e não concedem as vagas para viagem.

Maria Soares, de 67 anos, buscou atendimento com os membros da Comissão de Direitos Humanos da OAB/DF e recebeu orientações sobre os benefícios previdenciários.