A OAB/DF iniciou o mês de outubro com uma programação de combate e prevenção ao câncer de mama e de colo do útero. Na noite desta terça-feira (1/10), os edifícios-sede da Seccional, da Caixa de Assistência dos Advogados do Distrito Federal e o Clube dos Advogados ganharam luzes rosas, que permanecerão até o dia 31. A cor identifica o mês dedicado à prevenção do tipo mais comum de câncer entre as mulheres do Brasil e do mundo. Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) mostram que 25% dos casos novos de tumor a cada ano são na mama.

Organizada pela Comissão da Mulher Advogada com apoio da diretoria da Seccional, a programação do Outubro Rosa da OAB/DF inclui duas palestras, a primeira delas nesta quarta-feira (2/10) com o endrocrinologista Flávio Cadegiani. O médico falará, no plenário José Gerardo Grossi, às 19h, sobre como cuidar da saúde empodera as mulheres.

No dia 9, advogadas da Comissão da Mulher Advogada estarão na Rodoviária do Plano Piloto tirando dúvidas sobre os direitos e benefícios dos pacientes com câncer. O atendimento será das 9h às 13h. Serão distribuídos também panfletos e cadernetas informativas. A segunda palestra será no dia 22, com o oncologista Marcos Trindade, que falará sobre como prevenir a doença. A apresentação também será no plenário José Gerardo Grossi, às 19h.

Para a presidente da Comissão da Mulher Advogada, Nildete Santana de Oliveira, este é um mês importante para todas as mulheres. "O outubro rosa vem lembrar às mulheres e à sociedade a importância dessa prevenção. E iluminar os prédios de rosa é para dar mais visibilidade ainda a essa campanha, que é tão importante contra uma doença que mata tantas mulheres no mundo", ressaltou.

Ao longo do mês, ainda serão exibidos diversos mini-documentários com o depoimento de mulheres advogadas que superaram a doença ou estão passando por ela. "Queremos transmitir uma mensagem de esperança às mulheres para que elas saibam que é possível vencer, que a doença pode ser curada, tratada, superada e que ela vai continuar vivendo com alguma qualidade de vida", disse a presidente.